quinta-feira, 10 de abril de 2014

AINDA NÃO TEMOS UM AMBIENTE DE NEGOCIOS SÉRIO EM PARAUAPEBAS

NOVAMENTE O DEPARTAMENTO DE ARRECADAÇÃO MUNICIPAL  DE PARAUAPEBAS E  SUAS TRAPALHADAS


Em processo de abertura, solicitamos a PMP o alvará de funcionamento da empresa, localizada a Rua A. dando entrada dia 24/03/2014, o processo esta se arrastando da pior forma: o Sr. Eidil, nos informa seguidas vezes que o processo esta em andamento. E que já fora encaminhado para a segunda secretaria envolvida – Secretaria Meio Ambiente. Após longa espera, vamos até a dita secretaria, que por sinal, não funciona segundo os interesses das empresas em processo de abertura e localização. Deslocamos pessoal, tempo e recursos até esta secretaria, para la, sermos informados que não existe nenhum processo de fiscalização solicitado. E que, nenhuma comunicação, fora feita para nos atender.
Ao retornar na SEFAZ/DAM, somos cinicamente, informados que realmente, eles nos mentiram porque não encontraram empresa instalada no local. O que nos surpreendeu profundamente, ora a empresa esta em processo de legalização e abertura e é lógico, não esta ainda instalada. É o entendimento da Fazenda Estadual, que inclusive multa quem se instala antes de sua vistoria.  E é multa pesada, que a atingiu diversos dos nossos clientes. Nos surpreende a atitude dessa repartição, porque no final do ano passado e parte desse, outras e diversas mentiras e exigências foram perpetradas contra a sociedade de contadores e empresários de Parauapebas. Nem Canaã, muito mai8s jovem e menor, conta com um sistema tão caduco e ultrapassado como o local e ainda, com funcionários que sabem mentir tão bem e ao mesmo tempo, de forma tão incompetente.
Alem de exigir documentação que há anos, prefeituras deixaram de exigir e ainda informarem que atendem apenas os empresários na saída do ALVARÁ, usam da tagiversação e da mentira para  tirar o foco de quem esta a brindo uma empresa. Ora, o ambiente de negócios da cidade precisa de seriedade, de propostas e de pessoal mais serio, representando o prefeito, que é empresário e depende desse departamento tão maluco.

Verdade já,   ambiente de negócios factível e vencedor. Verdade, é o que mais queremos.